Blog BancoImóvel

Como declarar a venda ou a compra de um imóvel em Campinas ou Paulínia?

Comprar ou vender um imóvel faz parte dos momentos marcantes da vida. Afinal de contas, uma casa (entenda-se também um apartamento) é o resultado do esforço de uma vida.

Com a correria do dia a dia, principalmente em início de ano, esquecemos de informar a compra ou a venda de um imóvel (casa, apartamento, empreendimento comercial, terreno, galpão, etc). Isso é necessário para a Receita Federal durante o famoso momento de fazer a Declaração do Imposto de Renda.

Quem vendeu ou comprou um imóvel em 2018 precisa informar essa transição de bens no IR de 2019. Porém, não basta apenas informar, é necessário passar informações reais a respeito do mesmo. Os dados que devem conter, são: valor do imóvel, data de aquisição (ou venda), endereço completo, número da matricula e do IPTU.

Como declarar a venda de um imóvel em Campinas e Paulínia?

Quando um cliente do BancoImóvel consegue a venda de um imóvel, é preciso declarar essa venda, ou seja, é necessário informar os ganhos a partir da transição que foi feita. Fazer esse trabalho não é nenhum bicho de sete cabeças: a própria Receita Federal disponibiliza um programa para que o contribuinte faça o calcula de ganho.

Vale destacar neste processo que, quando o valor da venda do imóvel for maior que o de compra, isto é, quando houver lucro, existirá um imposto com alíquota de 15% sobre o ganho.

Um erro comum é deixar para apurar o ganho de capital apenas no momento de fazer a Declaração do Imposto de Renda, pois essa taxa deve ser quitada até o último dia útil do mês posterior à venda.

Vamos supor que você tenha um imóvel no centro de Campinas cujo valor é de R$ 300 mil, mas que você venda por R$ 380 mil. A transição acontece em maio. Sendo assim, o ganho de receita será de R$ 80 mil, não é? Pois bem, os 15% acontecerá sobre este lucro. O tributo deverá ser pago até o último dia útil de junho. Já a declaração, deverá ser feita no ano seguinte.

Pode parecer confuso, mas o BancoImóvel dá todo o suporte na hora da venda, inclusive orienta e dá o passo a passo em como realizar a transição sem dor de cabeça e com 100% de transparência.

Como declarar a compra de um imóvel em Campinas e Paulínia?

Não diferente do vendendo do imóvel, o comprador também precisa declarar o novo bem na Declaração do Imposto de Renda. E, diferente da venda, há regras distintas quando é feito à vista ou financiado.

Quanto o Imóvel é pago à vista, a pessoa deverá informar o valor total da transição, isto é, declarar 100% o valor referente à compra do imóvel. Quando há um financiamento, a cada ano a pessoa deverá adicionar os valores das prestações quitadas. Ou seja, deverá ser feita a conta de quantas prestações foram pagas e informar na Declaração do Imposto de Renda.

Quando ocorre a isenção com a venda de imóvel em Campinas e Paulínia?

Nem sempre a venda do imóvel resulta no pagamento da alíquota fixa de 15%. Os motivos são variados, mas é possível reduzir a taxa citada ou até mesmo se livrar dela.

Quando o imóvel sofre melhorias em sua estrutura, seja por meio de ampliações ou reformas, o valor do mesmo sofre alterações. Com isso, o ganho será considerado menor (porque houve investimento), ocasionando uma redução ou até a isenção da taxa.

Imóveis comprados antes de 1969, dispensam pagamento de qualquer natureza. Já os bens adquiridos entre 1969 e 1988, o imposto é reduzido progressivamente até a data de isenção, ficando dessa maneira: para o ano mais antigo (1969) a redução é de 100% (isenção), até chegar a 5% no ano de 1988. O cálculo é simples: a cada ano, de 1988 a 1969, o Imposto de Renda é reduzido em 0,25%. Sem segredos.

Um fator (importantíssimo) a ser levado em consideração é a venda de um único imóvel em Campinas ou Paulínia com o valor de até R$ 400 mil. Se a pessoa não vendeu nenhum imóvel nos últimos cinco anos, terá isenção do pagamento do Imposto de Renda sobre o ganho de capital.

Outro ponto a ser levado em consideração é a compra de outro imóvel em Campinas ou Paulínia em até 6 meses, neste prazo, a isenção também acontece, mas o benefício só pode ser utilizado a cada 5 anos.

No BancoImóvel, o cliente recebe toda a assessoria na hora da compra e venda. Além disso, a imobiliária fornece toda a documentação necessária para que o valor da corretagem seja abatida no IR correspondente. Com o BancoImóvel todos ganham. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *